CoinShares anuncia ETP fisicamente lastreado em bitcoin

19/01/2021 - 8:52
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
coinshares
ETPs são produtos de investimento que refletem o desempenho do ativo implícito (nesse caso, o bitcoin) (Imagem: CoinShares)

A gestora de criptoativos CoinShares está lançando um novo produto negociado em bolsa (ETP) fisicamente lastreado em bitcoin.

O produto, chamado CoinShares Physical Bitcoin (BITC), será listado na SIX, a principal bolsa de valores da Suíça, nesta terça-feira (19). Cada unidade de BITC será lastreada em 0,001 BTC.

ETPs são negociados e liquidados como ações. São investimentos passivos que visam refletir o desempenho do ativo implícito. Já que o produto BITC da CoinShares é fisicamente lastreado, irá reter diretamente o ativo implícito para garantir as obrigações.

Os produtos de bitcoin da empresa são sinteticamente estruturados. “Significa que não são 100% lastreados fisicamente”, afirmou Townsend Lansing, líder de produtos da CoinShares, ao The Block.

“Detêm pelo menos 75% da exposição em bitcoins físicos e os 25% restantes podem ser usados para alocar futuros de bitcoin ou dinheiro para fins de liquidez.” BITC, por outro lado, “sempre será 100% físico”, disse Lansing.

Um ETP fisicamente lastreado minimiza o risco de crédito, segundo Lansing. Já com um ETP sintético, “sempre há um certo elemento de risco de crédito porque você possui obrigações financeiras”.

A contraparte da CoinShares para os ETPs de bitcoins existentes é GABI Trading e, assim, está exposta a risco de crédito.

“Qualquer circunstância em que GABI Trading não tiver capital suficiente ou for incapaz de repagar a Emissora poderá ter um impacto negativo no negócio da Emissora, em sua posição financeira e, consequentemente, em sua capacidade de pagar suas responsabilidades criadas pelos Certificados”, explica a CoinShares em seu site.

Em relação ao BITC, uma entidade da CoinShares irá diretamente deter os bitcoins físicos: Komainu — uma parceria entre CoinShares, Ledger e Nomura.

BITC também terá uma proporção baixa de despesas de 0,98% em comparação aos ETPs existentes de bitcoin da CoinShares, que cobram 2%. Lansing afirmou que cobranças dos produtos existentes não serão reduzidas agora, dadas as limitações legais.

“Quando lançamos um ETP de bitcoin pela primeira vez, havia uma única forma de fazê-lo, ou seja, por meio de uma estrutura sintética. Agora, iremos operar ambos os conjuntos de produtos de forma simultânea e investidores podem escolher o que quiserem.”

Atualmente, a europeia CoinShares gerencia cerca de US$ 3,5 bilhões de ativos. Por outro lado, Grayscale, sua adversária americana, possui US$ 27 bilhões de ativos sob gestão.

Quando perguntado por que produtos de investimento em bitcoin são menos populares na Europa, Lansing disse que os EUA são um mercado bem maior, “então, por natureza, um produto americano é bem maior do que seu equivalente europeu”.

“Passei anos criando produtos de commodities e trabalhando para uma empresa que, por muito tempo, teve os maiores produtos de ouro, ETPs de ouro no mercado europeu, e eram quatro ou cinco vezes menores do que os produtos americanos equivalentes. Então isso é sempre algo a se perceber”, disse Lansing.

“Os EUA são um mercado financeiro único e homogêneo, um dos maiores — se não o maior do mundo em termos de sofisticação e acesso”.

Sem dúvidas, o número de fornecedores europeus de ETPs cripto está crescendo. Na semana passada, o alemão ETC Group também listou um ETP de bitcoin lastreado fisicamente na SIX. A bolsa de valores agora fornece 35 produtos de ETP cripto.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 29/03/2021 - 15:45

Cotações Crypto
Pela Web