Foundry anuncia implementação de 14 mil máquinas de mineração de bitcoin nos EUA

13/01/2021 - 14:12
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
M30S, o modelo comprado pela Foundry, foi apresentado como o modelo mais adequado para o halving do bitcoin, que aconteceu em maio de 2020 e reduziu, pela metade, a recompensa por bloco (Imagem: Twitter/WhatsMiner)

Foundry, subsidiária de mineração do Digital Currency Group (DCG), firmou uma parceria com uma fazenda de mineração cripto dos EUA para implementar 14 mil máquinas de mineração de bitcoin com chips ASICs (de circuitos integrados de aplicação específica) — uma iniciativa cujo foco principal será compradores institucionais.

Nesta quarta-feira (13), Foundry disse que fornecerá 14 mil unidades do modelo M30S da WhatsMiner que adquiriu da fabricante chinesa MicroBT.

Como parte do acordo, a operadora de fazenda de mineração Compute North irá alocar 47 megawatts para fornecer energia às máquinas a partir do primeiro trimestre de 2021.

Foundry irá reter uma quantidade não divulgada dessas máquinas para uso próprio e planeja vender as máquinas restantes do estoque da Compute North para investidores institucionais.

O objetivo, segundo a empresa, é facilitar esse processo preliminar a instituições para que estas não tenham de lidar com problemas como a negociação de lotes com as fabricantes, logísticas de envio e locais para hospedar as máquinas.

A guerra das fabricantes de máquinas
para a mineração de bitcoin

“Essa parceria irá fortalecer nossa relação, pois estamos tornando a mineração de bitcoin mais acessível a investidores institucionais e empresas na América do Norte”, explicou Mike Colyer, CEO da Foundry.

As duas empresas afirmaram que, quando as máquinas estiverem ligadas, investidores poderão comprar, da Compute North, máquinas à vista ou por meio de empréstimos emitidos pela Foundry, em que as máquinas podem ser usadas como garantia.

Quando forem completamente implementadas, as 14 mil unidades serão capazes de gerar cerca de 1,2 milhão de terahashes por segundo (TH/s) de poder computacional, totalizando cerca de 0,8% do poder atual da rede Bitcoin.

Com a atual dificuldade de mineração da rede — atualmente a 20,6 TH/s —, essa quantidade de taxa de hashes poderia produzir quase 7,5 bitcoins em 24 horas, apesar de, na prática, alguns fatores, como sorte e variação, poderem influenciar esses números.

Foundry não informou o custo inicial de sua aquisição das 14 mil máquinas. Em 2020, a MicroBT havia lançado o modelo, em que cada unidade custava US$ 2 mil.

Porém, o recente rali de preço do bitcoin fez com que o preço à vista de equipamentos de mineração disparasse.

Por exemplo, o modelo M31S da série WhatsMiner da MicroBT, um modelo menos avançado que o M30S, está sendo vendido pelas distribuidoras a quase US$ 4 mil à vista por unidade.

(Imagem: WhatsMiner)

O acordo de implementação confirma o anúncio da MicroBT, de setembro de 2020, de que iria organizar sua primeira fazenda estrangeira a fim de escalar a cadeia de suprimento para o mercado norte-americano.

Parte da parceria indicou que Foundry seria a empresa que financiaria os hardwares e a primeira a receber os novos lotes do M30S da MicroBT.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 13/01/2021 - 14:12

Cotações Crypto
Pela Web