Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O bitcoin é um investimento ou uma moeda?

29/11/2020 - 11:00
O que é o bitcoin para você? (Imagem: Pixabay/vjkombajn)

Em 2020, o bitcoin continua significando diferentes coisas para muitas pessoas: alguns o chamam de “dinheiro da internet”, de “ouro digital”, de reserva de energia e meio de pagamento.

Isso porque o próprio dinheiro tradicional é usado de diversas formas (reserva de valor, meio de troca e unidade monetária). Mas será que o bitcoin também pode ser várias coisas ao mesmo tempo?

André Franco: o que é bitcoin?

Segundo o Decrypt, a descrença na criptomoeda pode ser uma consequência da baixa adesão, ou seja, pessoas que vivem locais onde o bitcoin não é utilizado nem muito debatido tendem a desconfiar do ativo.

Já em escala global, graças ao aumento de preço do bitcoin, ele pode, sim, ser uma moeda de reserva.

O bitcoin como uma moeda

O propósito original do bitcoin — de acordo com o documento original publicado há doze anos por Satoshi Nakamoto, o anônimo criador da rede — era de ser um método descentralizado de pagamentos, um meio de troca para a compra e venda de bens.

Porém, como sabemos, a popularidade do bitcoin aumentou, então sua capacidade de atuar como um facilitador na transferência de dinheiro foi prejudicada.

Apesar de as altas taxas de transação e inúmeras solicitações da rede não favorecerem o uso da criptomoeda como um meio de troca — clique aqui para ler mais —, países como Japão, Rússia e Noruega aceitam o bitcoin como moeda.

Você usa suas moedas como pagamento ou prefere ser um hodler? (Imagem: Freepik/gstudioimagen)

O bitcoin como um investimento

Graças ao mercado de alta do bitcoin em 2017, em que seu preço atingiu US$ 20 mil, muitos passaram a alocar dinheiro e esperá-lo render, assim como um investimento.

Muitos o comparam com o ouro, como os irmãos Winklevoss, fundadores da corretora cripto Gemini. Porém, o ouro é um investimento considerado como seguro, quando as fiduciárias não estão tendo um desempenho muito bom.

O bitcoin pode chegar a US$ 500 mil na próxima década,
afirmam irmãos Winklevoss

A forma como o bitcoin foi desenvolvido permite que a quantia de moedas disponíveis aumente 4% ao ano, ou seja, a pré-programação garante sua escassez. A previsão é de que o total de bitcoins disponíveis no mercado — que ainda não foram minerados — chegue a zero no ano de 2140.

É por isso que a criptomoeda é comparada ao ouro: haverá um momento em que o bitcoin vai estar tão caro que será considerado raro, pois seu fornecimento é limitado. O mesmo acontece com o ouro. Clique aqui para saber mais.

O bitcoin como uma commodity

Será que a maior criptomoeda do mundo poderia se tornar uma commodity negociável? A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC, na sigla em inglês), responsável por assegurar os mercados de derivativos dos EUA, considera o bitcoin como uma commodity desde 2015.

Bancos como JPMorgan também consideram o bitcoin como uma classe de ativos. Porém, isso não significa que seja uma definição absoluta para a criptomoeda. Moedas fiduciárias são negociadas como commodities em todo o mundo, graças à sua relação com o preço de produtos específicos.

Assim, o Decrypt conclui: ainda não foi decidido se o bitcoin é um investimento ou uma moeda pois, segundo muitos, tudo depende de sua proporção volatilidade x estabilidade.

E você? Como define o bitcoin?

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 27/11/2020 - 14:13