Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O bitcoin se aproxima de sua máxima histórica

25/11/2020 - 10:19
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Após um aumento recorde este mês, o bitcoin está sendo negociado acima dos US$ 19 mil pela primeira vez em três anos. O criptoativo mais conhecido do mundo está apenas 4% longe de testar sua alta recorde de US$ 19.780 (Imagem: Unsplash/@ewankennedy19)

O bitcoin (BTC) disparou 40% em novembro, um impressionante aumento anual de 165%.

Conforme o bitcoin permanece em território de alta, muitos investidores esperam por uma suave correção antes ou após o bitcoin ultrapassar sua alta recorde — agora a apenas 4% de distância.

No mercado de alta (“bull market”) de 2017, o rali de preço do bitcoin durou, em média, sete semanas antes de passar por uma correção entre 30% e 40%. Atualmente, a alta de preço está em sua sétima semana.

Porém, analistas acreditam que as atuais condições de mercado estão diferentes e que a crescente aquisição pelo setor institucional pode firmar o terreno se pequenas quedas de preço (ou “dips”) forem compradas de forma agressiva.

Ainda assim, agora existe aquela mesma febre de 2017 pelo varejo, que resultou em um aumento nos cadastros em corretoras cripto e uma explosão em tendências de pesquisa pelo termo “bitcoin” no Google. Porém, existem outros sinais de que um aumento no preço possa estar vindo por aí.

Existe um pequeno, porém significativo aumento no Google Trends por termos como “Coinbase” e “comprar bitcoin”.

As altcoins, criptomoedas alternativas ao bitcoin, também estão tendo seu lugar ao sol neste mercado de alta, pois aqueles que acham o bitcoin muito caro estão recorrendo a opções mais baratas (Imagem: Unsplash/@bermixstudio)

CZ, CEO da Binance, afirma que a corretora está registrando volumes recorde de negociação conforme negociadores buscam gerar lucros com altcoins (moedas alternativas ao bitcoin) que estão se aproveitando da alta do bitcoin.

Simon Peters, analista cripto da plataforma de investimentos eToro, também vê um aumento na negociação de criptoativos. “A corrida fenomenal do bitcoin continua, com uma distância mínima da alta recorde de US$ 20 mil”, afirmou Peters.

“Na plataforma eToro, a média diária de negociação de bitcoin em novembro é 81% maior do que era em 2020. A essa altura, eu não me surpreenderia se o bitcoin se tornasse o assunto principal do jantar de Natal”.

Outro fator que pode estar contribuindo com o disparo meteórico do preço do bitcoin é que qualquer queda de preço esteja sendo comprada de forma agressiva. Um motivo é o aumento na conscientização de que existe uma crescente escassez de bitcoin e uma iminente crise em seu fornecimento.

Essa narrativa é baseada em uma simples combinação do menor fornecimento após o halving de maio e da compra acelerada por grandes empresas como Square, PayPal e Grayscale.

Após o terceiro halving do bitcoin, o número de bitcoins recém-minerados por dia caiu de 1,8 mil para 900.

Embora seja difícil obter dados precisos, muitos relatórios sugerem que Square (por meio de seu Cash App) e PayPal (que acabou de disponibilizar aquisições de cripto nos EUA) já estão comprando mais do que os 900 bitcoins emitidos diariamente.

A gestora institucional de fundos cripto Grayscale tem uma abordagem ainda mais agressiva. Agora, seu Bitcoin Trust (GBTC) custodia mais de 500 mil bitcoins e está comprando cada vez mais criptomoedas.

Segundo o relatório mais recente da gestora, as posses do fundo equivalem mais de US$ 10 milhões e representam 2,69% do fornecimento pendente e da capitalização de mercado do bitcoin.

Se a aquisição combinada das três empresas citadas acima pode facilmente absorver os 900 bitcoins minerados diariamente, então a condição é simples: novos vendedores vão precisar aparecer para atender à demanda. Senão, o preço irá subir.

De acordo com a carta do mês de novembro do fundo Pantera Capital, “será onde o fornecimento finito e a parte de inelasticidade surgirá: a um preço maior. Essa é a narrativa do bitcoin agora. Quando outras grandes instituições financeiras seguirem o exemplo, a escassez no fornecimento ficará ainda mais desequilibrada. A única forma de a oferta e a demanda se equilibrarem é a um preço mais alto”.

Outros dados mostram que o crescente interesse em bitcoin é que o tráfego do site da Brave New Coin (BNC) duplicou nos últimos sete dias.

Grande parte dessas novas visitas acessam artigos relacionados a como comprar ou minerar bitcoin e outras criptomoedas. Essa é a mesma tendência que a do fim de 2017 — aproximadamente dois meses antes de o bitcoin atingir sua alta recorde.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 25/11/2020 - 10:19