Por que o Bank of America acredita que a Raízen pode disparar 84%?

Lucas Eurico Simões
13/11/2021 - 19:35
Raízen Energia
Etanol de segunda geração e biogás: o mercado ainda não precificou o potencial da Raízen (Imagem: Site da Raízen)

Desde o IPO da Raízen (RAIZ4) em agosto deste ano, que os investidores aguardam as ações deslancharem. Para o Bank of America, a alta do papel pode chegar a 84% nos próximos 12 meses, com preço-alvo de R$ 12, levando em conta o valor de fechamento a R$ 6,52 no dia 12 de novembro.

O banco norte-americano reitera a compra da Raízen, mesmo com a companhia apresentando guidance do ano-safra 2021/22 inferior ao projetado por analistas da casa (R$ 11,7 bilhões).

Parte do descompasso nos números da companhia e as estimativas do mercado se dá pelo impacto da seca nos canaviais da empresa.

Então, o investidor pode até se perguntar: por que acreditar que ação entregará tamanha valorização esperada pelo BofA. Eis a resposta.

“O ciclo da commodity continua intacto, podendo contar ainda com a estratégia de comercialização da Raízen”, explica o banco.

As oportunidades de ganhos no longo prazo com o etanol de segunda geração e biogás também não foram devidamente precificadas pelo mercado até o momento.

A ação da Raízen é apenas uma promessa?

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 13/11/2021 - 19:35

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web