Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Cinco criptoativos que você pode minerar em casa

06/01/2020 - 15:23
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
mineração bitcoin poder computacional tecnologia
Emprega-se recursos computacionais e eletricidade a fim de acrescentar novas transações ao bloco e emitir novas moedas; isso é mineração de criptoativos (Imagem: Pixabay/LauraTara)

Embora a mineração de bitcoin em um computador individual não seja mais viável, existem outros criptoativos que você pode minerar em casa se você estiver disposto a fazê-lo.

Neste artigo, vamos apresentar cinco opções populares e algumas instruções para te ajudar.

Quando Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin, apresentou a criptomoeda pela primeira vez, ele deu detalhes de como a rede de pagamentos de pessoa para pessoa (peer-to-peer) permitiria transações rápidas, seguras e “sem confiança” (trustless).

No whitepaper original, ele explicou o protocolo no qual as moedas entrariam em circulação na rede Bitcoin. “A primeira transação em um bloco é uma transação especial que inicia uma nova moeda em posse do criador do bloco.”

Isso deu um incentivo para os nós a fim de oferecer suporte à rede e fornecer uma forma de distribuir moedas em circulação, já que não existe uma autoridade central para emiti-las.

bitcoin mineração
Atualmente, a mineração de bitcoin é muito cara e demanda muito poder computacional e eletricidade (Imagem: The Merkle Hash)

A quantidade constante de novas moedas introduzidas no sistema é análoga aos mineradores de ouro empregando recursos para pôr o ouro em circulação.

No nosso caso, são empregados tempo de CPU (unidade central de processamento) e eletricidade. Esse processo se chama mineração.

No início, era possível que as pessoas minerassem bitcoin (BTC) usando notebooks e desktops. No entanto, com o aumento de sua popularidade, as pessoas perceberam que existia uma oportunidade de lucrar por meio da participação na rede Bitcoin via o processo de verificar transações.

E assim nasceram as operações de mineração de bitcoin em grande escala.

Além disso, a crescente dificuldade de mineração, além do advento de software de ASICs (circuitos integrados de aplicação específica) criados especialmente para mineração de bitcoin tornou impossível lucrar com a mineração na rede Bitcoin usando o poder de processamento de um computador doméstico e de poucas placas de vídeo.

No entanto, essa opção ainda existe para outros criptoativos em 2020.

mineração zcash
Zcash é uma criptomoeda de proteção de privacidade lançada em 2016 (Imagem: Money Times)

Zcash (ZEC)

Zcash é uma das principais criptomoedas com foco em privacidade, lançada em 2016. Para o minerador doméstico, a característica mais importante embutida na arquitetura do Zcash é que faz uso do algoritmo Equihash em seu mecanismo de consenso.

Equihash é um algoritmo criado para ser resistente a ASICs. Como resultado, o minerador doméstico com sua GPU (unidade de processamento gráfico) pode participar da rede.

Antes de você poder minerar Zcash, você deve adquirir o hardware necessário, que inclui um computador e placas de vídeo que você vai alavancar a fim de impulsionar seu poder de processamento.

Você também pode precisar de um ventilador para refrescar a sua instalação, principalmente se você mora numa região quente.

Você também vai precisar baixar o software que vai te ajudar a controlar seu hardware. Baixe o blockchain Zcash e configure sua carteira. Isso vai demandar um tempo de espera já que o blockchain vai precisar ser baixado por completo em seu nó, além de ter que sincronizar.

Além disso, você vai precisar baixar os drivers para suas placas de vídeo.

Por fim, você vai precisar de energia elétrica ou outra fonte de energia para alimentar sua instalação de mineração. Pense em entrar para um pool de mineração a fim de maximizar seus lucros.

mineração ethereum
Ether é a criptomoeda nativa da Ethereum e é a segunda maior em capitalização de mercado (Imagem: Money Times)

Ethereum (ETH)

Ether da Ethereum é a segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado. Além disso, ainda  é possível minerá-la em casa com a ajuda de GPUs equipadas com placas de vídeo poderosas o suficiente.

O mecanismo proof-of-work da Ethereum faz uso do algoritmo Ethash resistente a ASICs, que permite mineração doméstica.

No entanto, por conta da popularidade da Ethereum, mineradores domésticos devem maximizar seus lucros tanto ao adquirir as placas de vídeos mais poderosas do mercado e entrar para um pool de mineração.

A mineração de ether é um processo relativamente simples. O primeiro passo é baixar o blockchain no site oficial para configurar sua carteira. Em seguida, configure sua carteira para mineração e altere algumas configurações no seu nó.

mineração grin
Grin é uma criptomoeda lançada em 2019 que permite transações eletrônicas para todos, sem censura ou restrição (Imagem: Money Times)

Grin (GRIN)

Grin foi lançada em janeiro de 2019 com apoio da comunidade cripto. O projeto ostenta um grande foco em privacidade e escalabilidade. O blockchain Grin faz uso do algoritmo MimbleWimble para oferecer suporte de privacidade transacional.

No entanto, para o minerador doméstico, o mais interessante é o algoritmo proof-of-stake resistente a ASICs do blockchain.

Além disso, os desenvolvedores do projeto deram um passo à frente na intensa programação de uma hard fork a cada seis meses a fim de minimizar os efeitos de quaisquer ASICs que possam ser desenvolvidos especificamente para essa rede.

Grin dá suporte tanto a mineração com CPU como com GPU. No entanto, se você escolher minerar com GPU, compre placas da Nvidia porque essas são mais eficazes. Você precisa ter, no mínimo, 5,5 GB de espaço para começar a minerar a criptomoeda.

Além disso, pode ser que o software baixado te ajude a monitorar os níveis de aquecimento já que superaquecimento danifica as placas de vídeo. Uma boa escolha é o MSI Afterburner.

Para começar o “grinning”, baixe o blockchain no site oficial para configurar um nó. Quando você fizer a sincronização com o blockchain, você deve conectar o nó à sua carteira. A criação da carteira é como abrir um arquivo na pasta.

Quando a carteira estiver no ar, você deve configurar suas placas de vídeo para funcionarem com a carteira. Por fim, você deve lembrar de configurar o software ao Cuckaroo POW, que é a versão da rede Grin que oferece suporte à mineração com GPU.

mineração beam
Beam é uma criptomoeda confidencial e escalável, de fácil utilização, fornecimento escalado e sem ICO (Imagem: Money Times)

Beam (BEAM)

Beam, outra implementação da MimbleWimble, é bem adequada para mineração doméstica. Faz uso do algoritmo Hashii que oferece suporte à mineração com GPU.

Para começar, baixe a carteira oficial para desktop, de acordo com o sistema operacional do seu computador. Seu antivírus pode sinalizar o software de mineração como um programa nocivo. Desmarque essa sinalização, senão você vai ter problemas durante o processo de mineração.

Quando o blockchain tiver sido baixado e estiver sincronizado, você já pode começar a mineração. Você deve arrumar as configurações. Ative a opção “Run Local Node” (executar nó local) e configure o número de fios de mineração para um número maior do que zero.

É importante destacar que a infraestrutura da Beam envolve o uso de endereços com prazo de validade a fim de maximizar a privacidade. No entanto, você vai precisar de um endereço permanente para recuperar seus lucros de mineração com sucesso ou seus tokens serão perdidos.

Para criar um endereço permanente, clique na aba de ganhos no painel de controle principal do software. Você pode criar um novo endereço e configurá-lo para nunca expirar a fim de usá-lo para a sua instalação de mineração.

mineração vertcoin
Vertcoin é uma criptomoeda minerável por placas de vídeo, focada em descentralização (Imagem: Money Times)

Vertcoin (VTC)

Vertcoin é outra escolha popular entre pequenos mineradores. A criptomoeda foi lançada em 2014 e foi criada para se manter fiel ao espírito de descentralização e soberania financeira prevista por Nakamoto na criação do bitcoin.

Os desenvolvedores do projeto criaram o blockchain como uma resposta à influência crescente de ASICs no blockchain do Bitcoin e no ecossistema de mineração como um todo.

Vertcoin faz uso do algoritmo de consenso proof-of-work, chamado de Lyra2RE, criado para ser resistente a ASICs enquanto oferece, simultaneamente, suporte à mineração com GPU e CPU.

Vertcoin é popular porque tem um processo de mineração muito simples. É como dar um clique, já que os desenvolvedores criaram uma arquitetura que permitisse fácil mineração. Para começar, baixe o software e entre para um pool de mineração a fim de maximizar seus lucros.

Mineração doméstica é desafiadora, já que operações em grande escala dominam a indústria de criptoativos.

No entanto, ao escolher as moedas mais rentáveis e executar os hardwares de mineração mais recentes (e eficientes), ainda é possível obter lucros por mineração de cripto em 2020.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 06/01/2020 - 16:12