Dificuldade na mineração do bitcoin cai 5% após desligamento de máquinas em Xinjiang

14/06/2021 - 8:18
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O preço do bitcoin está se aproximando dos US$ 40 mil nesta segunda-feira (Imagem: Unsplash/executium)

A dificuldade de mineração da rede Bitcoin caiu 5,3% nesse domingo (13) após uma queda na taxa de hashes. Dados do blockchain mostram que a dificuldade de mineração da rede caiu para 19,9 trilhões, um nível não visto desde o início de janeiro.

A taxa de hashes é o número de operações de hashing feitas em um certo período de tempo ou a velocidade de desempenho de um minerador.

Já a dificuldade de mineração é a forma como a rede visa manter a produção de blocos a uma taxa constante, apesar de uma taxa de hashes absurdamente oscilante. A cada duas semanas, torna o processo de mineração mais fácil ou difícil para acomodar a taxa variante de hashes.

(Imagem: BTC.com)

Após o ajuste anterior de dificuldade, em 30 de maio, a taxa de hashes da rede continuou estável.

Porém, em 9 de junho, mineradores da Zona de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Zhundong, em Xinjiang, receberam ordens para encerrar suas operações — um resultado do comentário de nível elevado do Conselho do Estado da China sobre a repressão das atividades de negociação e mineração da China.

Após essa notícia, grandes pools chineses de mineração de bitcoin tiveram uma queda em sua taxa de hashes de mais de 20%.

No último ajuste, em 9 de junho, o intervalo médio na produção de blocos do Bitcoin era de cerca de 9,9 minutos, próximo ao intervalo previsto de 10 minutos por bloco, segundo dados.

Porém, devido à queda na taxa de hashes, o intervalo médio na produção de blocos, entre 9 e 14 de junho, se estendeu para mais de 12 minutos.

A queda na dificuldade pode ser uma ótima notícia para mineradores que ainda estão on-line, pois seus subsídios totais por bloco vai aumentar nas próximas duas semanas. Enquanto isso, o preço do bitcoin (BTC) disparou acima de US$ 39 mil, aproximando-se do nível dos US$ 40 mil.

O preço do bitcoin dispara

O preço do bitcoin começou a disparar na noite desse domingo após Elon Musk, fundador e CEO da Tesla (TSLATSLA34), negar ter manipulado as movimentações de mercado da criptomoeda.

“Isso está errado”, respondeu ele a um tuíte da CoinTelegraph sobre um artigo que o acusava de ter manipulado o mercado.

“A Tesla só vendeu 10% de suas posses para confirmar que o BTC seria liquidado facilmente sem mover o mercado. Quando houver uma confirmação do uso razoável de energia limpa (50%) por mineradores com uma futura tendência positiva, a Tesla voltará a permitir transações com bitcoin”, disse ele.

O preço do bitcoin aumentou em US$ 1,5 mil poucas horas após a resposta de Musk, que veio um mês após ele ter dito que a Tesla suspendeu a opção de pagamentos em bitcoin devido a preocupações com o meio ambiente.

A repressão chinesa poderá tornar a mineração
de bitcoin mais sustentável?

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 14/06/2021 - 8:18

Pela Web