Rede Bitcoin passa por seu maior ajuste de dificuldade; confira o desempenho do mercado

05/07/2021 - 11:05
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Confira um resumo semanal sobre notícias relevantes relacionadas a cripto: esta semana, a rede Bitcoin atingiu seu maior ajuste de dificuldade até hoje, o preço do ether sobe por conta da antecipação da atualização London e a rentabilidade de mineração do bitcoin poderá aumentar a curto prazo (Imagem: Unsplash/Executium)

Os mercados de criptoativos tiveram uma semana saudável.

O preço do bitcoin (BTC) terminou a semana com um aumento de 2%, mas foi ofuscado pela segunda maior criptomoeda na tabela de capitalização da Brave New Coin (BNC), ether (ETH), que terminou a semana com uma alta de 17%.

A quarta e quinta maiores criptomoedas, binance coin (BNB) e cardano (ADA), subiram 15% e 16%, respectivamente.

No último sábado (3), a rede Bitcoin passou pelo maior ajuste na dificuldade de mineração de sua história.

A dificuldade de mineração — que determina quão desafiador é para que mineradores solucionem o quebra-cabeças criptográfico necessário para minerar novos blocos — caiu drásticos 28%.

O ajuste de dificuldade do Bitcoin se ajusta a aproximadamente duas semanas para manter estável o intervalo médio entre blocos conforme a taxa de hashes — o poder computacional usado para minerar novos blocos — da rede flutua.

A taxa de hashes do Bitcoin caiu drasticamente nas últimas semanas conforme o governo chinês reprimiu a indústria local de mineração de criptomoedas.

Desde o dia 9 de junho, a taxa de hashes da rede caiu cerca de 43% conforme mineradores de núcleos regionais, como Mongólia Interior, Sichuan e Yunnan, desligaram suas máquinas por conta de ameaças regulatórias.

Isso fez com que intervalos médios e diários variassem entre 14 e 24 minutos, bem acima do alvo de 10 minutos por blocos na rede.

A dificuldade da rede caiu para acomodar uma rede Bitcoin menos competitiva e sedenta por energia elétrica. Junto a queda na dificuldade e no poder de hashes, as taxas de transação na rede também caíram.

Após o ajuste de dificuldade, as taxas por transação caíram de US$ 10 para US$ 6. O fato de haver uma rede mais rápida e barata foi necessário para o forte desempenho no preço do ativo na semana passada.

A semana positiva do ether foi resultado de dinâmicas e expectativas sobre a futura bifurcação drástica (ou “hard fork”) London, prevista para implementação ainda em julho.

Essa atualização une cinco Propostas de Melhorias à Ethereum (EIPs) fundamentais — EIP-3554, EIP-3198, EIP-3529, EIP-3541 e a famosa EIP-1559.

A EIP-1559 irá apresentar uma taxa-base para transações na Ethereum, representando a taxa mínima a ser paga para que uma transação seja incluída em um bloco.

A taxa será “queimada” e um mecanismo no EIP-1559 permitirá que haja uma expansão e contração dinâmicas nos tamanhos por bloco para solucionar os problemas de congestão na rede Ethereum.

London foi lançada na rede de testes Ropsten no dia 24 de junho. Também será implementada nas redes de teste Goerli, Rinkeby e Kovan antes de ser oficialmente lançada na rede principal da Ethereum.

O que vem por aí esta semana?

Usuários poderão testar o novo livro de ofertas cripto na Polkadex (Imagem: Medium/Polkadex)

5 de julho: Polkadex lança a versão final de seu livro de ofertas na rede de testes

Polkadex é uma corretora descentralizada (DEX) com livro de ofertas a ser lançada no blockchain Polkadot (DOT). A DEX visa apresentar um sistema de negociação com altas taxas de processamento e baixa latência, baseado em um livro de ofertas.

Durante os testes, foram atingidas velocidades de até 500 mil transações por segundo. Na rede de testes, usuários poderão testar a nova plataforma com negociação simulada e tokens na rede de testes.

6 de julho: Kraken lista token covalent (CQT)

Nesta terça-feira (6), a corretora Kraken irá listar o Covalent Query Token (CQT).

O projeto Covalent fornece uma interface de programação de aplicações (API) para que qualquer pessoa, empresa ou aplicação descentralizada (dapp) acesse dados em blockchain de redes como Ethereum, Polkadot e Elrond (EGLD).

CQT é o token nativo da Covalent, utilizado em pagamentos entre desenvolvedores que solicitam dados e validadores que respondem a essas solicitações.

Top 10 criptoativos da semana

(Imagem: BNC/tabela de capitalização de mercado)

Foi uma forte semana para os criptoativos de grande capitalização na tabela da BNC. Ativos desenvolvidos na Ethereum tiveram ótimos desempenhos.

Grandes tokens do setor de finanças descentralizadas (DeFi), como Uniswap (UNI), Aave (AAVE), Maker (MKR) e Curve (CRV), tiveram ganhos acima de 20%.

UNI foi o ativo de melhor desempenho dentre os dez principais, subindo após a notícia de que o site fornecedor de dados do mercado cripto CoinMarketCap iria lançar um recurso de conversão de tokens via Uniswap.

Gráfico de preço do bitcoin

(Imagem: BNC/BLX)

Investidores em bitcoin esperam que os ganhos do último fim de semana continuem nos próximos dias. O êxodo de mineradores e sua taxa de hashes para fora da China pode ter consequências negativas a curto prazo para a rede.

Porém, alguns participantes de mercado afirmam que a situação pode resultar em um aumento na rentabilidade de mineração e em oportunidades para que novos projetos de mineração em todo o mundo ocupem o espaço vago, deixado por operações de mineração chinesas quem foram banidas do país.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 05/07/2021 - 11:05

Cotações Crypto
Pela Web